“A lua é o imenso relicário do céu, onde Deus todas as noites delicadamente nina a luz do dia.” (Lu Tostes)

domingo, 28 de agosto de 2011

Epifania


     O vento cantou
     toda sua fúria.
     Despetalou 
     as violetas na janela...
     E me vi 
     completamente nua.
          
     Mas quando, enfim,
     o teto desabou,
     vi, com olhos 
     de surpresa,
     que restamos eu
     e as estrelas.


     Lu Tostes





Imagem: www.weheartit.com

domingo, 21 de agosto de 2011

Sobre como chega a noite



     A lua
     é o imenso
     relicário do céu,
     onde Deus
     todas as noites
     delicadamente nina
     a luz do dia.


     Lu Tostes





Imagem: www.weheartit.com

domingo, 14 de agosto de 2011

A natureza do amor


     Amor é rio 
     tranquilo
     que passa devagarinho,
     acarinhando o salgueiro,
     a pedra, a flor.

     Não verte mar bravio,
     nem urge luta
     contra a correnteza,
     exaurindo o corpo
     e arrastando o que for.

     Cresce em vida, 
     brotando no coração 
     da terra fértil,
     fortalece em beleza
     berço e leito, 
     saciando a sede 
     de quem bebe.


     Lu Tostes





Imagem: www.weheartit.com

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Em_canto


     Quando a sereia 
     se enfeita
     com as conchas do mar,
     pescador não lança sua rede,
     recolhe a embarcação.


     Bem sabe ele
     que sob o céu mais azul,
     trava sua luta desigual
     entre água serena
     e revolto coração.
 

     Lu Tostes






Imagem: www.weheartit.com

sábado, 6 de agosto de 2011

Do querer colher

    
     A mão que ama a flor
     cuida do jardim,
     não priva 
     a sempre-viva
     do perfume do jasmim.


     Rega!     
     Que a bela só cresce 
     se fincada na terra,
     reluzindo o sol 
     e transformando pó 
     em cor.
     
      Lu Tostes







Imagem: www.weheartit.com