“A lua é o imenso relicário do céu, onde Deus todas as noites delicadamente nina a luz do dia.” (Lu Tostes)

quinta-feira, 21 de abril de 2011

A arte de saber ponderar



   Sobre força aprendi
   com as árvores altas,
   cujas formas curvas
   jamais traduzem submissão.


   Inclinam-se
   em reverência
   à fúria
   de vendavais constantes.


   Até que um dia,
   quando eles se calam,
   elas se renovam...
   em belas copas ainda mais verdes.


   Lu Tostes



     Imagem:  www.weheartit.com

2 comentários:

  1. joseane.rezende@ig.com.br26 de abril de 2011 18:50

    Lindo Lu.....
    Beijos, Josi

    ResponderExcluir
  2. .

    Lindo mesmo, Lu!

    Esse lembrou-me um livro do Hemann Hesse: Peter Camenzind.

    Você sempre lembrando os melhores nomes da literatura.

    Isso aqui está tudo encanto.

    Olha que essa poetisa está dando show!

    Beijos

    .
    .

    ResponderExcluir